Update ESXi Embedded Host Client v1.32.0

Salve Salve Pessoal!

Nova versão do ESXi Embedded Host Client, versão 1.32.0.

Se você está com a versão 1.31.0, logo que logar no ambiente será exibida uma tela informando sobre a nova versão, basta clicar em Update.

Se você estiver usando versões anteriores, verifique os posts anteriores sobre o ESXi Embedded Host Client para verificarem as formas de atualização.

A URL com o endereço do .vib é preenchida automaticamente.

Clique em continue.

Atualização realizada com sucesso.

Agora só sair do sistema e logar novamente.

Até a próxima!

😀

Conhecendo o exame Red Hat Certified Engineer (EX300)

Salve Salve Pessoal!

Este é o primeiro de uma serie de posts que vou fazer sobre o exame de certificação Red Hat Certified Engineer (EX300).

Todos os links para os posts dessa serie vão estar disponíveis no link abaixo, a cada post que for criando vou atualizando a página, então salva ai nos favoritos. 😉

RHCE

Nesse post vamos conhecer um pouco mais sobre o exame, onde fazer, quanto custa, o conteúdo cobrado e etc.

Para começar vamos ver o que o site da Red Hat pode nos dizer sobre o exame:

Um RHCE é capaz de realizar tarefas de um RHCSA, e outras como:

  • Configuração de rotas estáticas, filtragem de pacotes e conversão de endereços de rede
  • Configuração de parâmetros de tempo de execução de kernel
  • Configuração de um iniciador Internet Small Computer System Interface (iSCSI)
  • Produção e entrega de relatórios sobre a utilização do sistema
  • Utilização de scripts shell para automatizar tarefas de manutenção do sistema
  • Configuração de logs do sistema, incluindo logs remotos
  • Configuração de um sistema para fornecer serviços de rede, incluindo HTTP/HTTPS, Protocolo de Transferência de Arquivos (FTP), Sistema de Arquivos de Rede (NFS), Bloco de Mensagens do Servidor (SMB), Protocolo de Transferência de Correio Simples (SMTP), Secure Shell (SSH) e Protocolo de Tempo de Rede (NTP)

Os treinamentos indicados são:

Administradores de sistema do Windows com experiência mínima em Linux:

  • Red Hat System Administration I (RH124)
  • Red Hat System Administration II (RH134)
  • Red Hat System Administration III (RH254)

Administradores Linux ou UNIX com 1 a 3 anos de experiência:

  • RHCSA Rapid Track Course (RH199)
  • Red Hat System Administration III (RH254)

RHCEs que desejam renovar a certificação:

  • RHCE Certification Lab

Essas informações estão no link abaixo:

https://www.redhat.com/pt-br/services/certification/rhce

Agora que já sabemos um pouco sobre o conteúdo cobrado e os treinamentos indicados, vamos ver alguns detalhes sobre o exame.

1 – É necessário passar no exame RHCSA para obter o título de RHCE.

OBS: Vou fazer uma serie de posts sobre o RHCSA em breve, porém como estou estudando nesse momento para o RHCE, só vou estar disponibilizando o conteúdo dele por enquanto.

2 – A prova custa atualmente R$ 1.600,00.

3 – Existem três possibilidades de realizar o exame, são:

  • Em Sala de Aula (quando você faz o treinamento e depois a prova em algum parceiro da Red Hat)
  • Exame Local (normalmente quando é realizado um treinamento inloco na empresa)
  • Quiosque (você pode realizar o exame o dia e hora desejada, desde agendado previamente)

4 – No Brasil só existe um local onde você pode fazer a prova no Quiosque, fica no Estado de São Paulo.

5 – A prova tem uma duração de 3 horas e meia.

6 – A prova poder ser realizada em português, você escolhe o idioma na hora que deseja na hora que começa a fazer a prova, porém a pessoa que aplica a prova falará com você em inglês em um chat, porém é bem tranquilo.

7 – A pessoa(fiscal) que aplica a prova estará vendo você online através de câmeras.

8 – A prova é totalmente prática, você não terá acesso a internet, porém tem acesso a documentação local da Red Hat.

OBS: Esqueça a documentação, vá sabendo o que vai fazer. 😛

Por enquanto é isso, até o próximo post!

😀

Utilizando o YUM – Parte 03

Salve Salve Pessoal!

Dando continuidade a nossa serie de posts sobre o YUM, hoje vamos falar sobre o yum history.

Para quem não leu os outros posts, aconselho que façam isso, vocês podem ler os outros posts nos links abaixo:

Utilizando o YUM – Parte 01

Utilizando o YUM – Parte 02

Normalmente as pessoas não sabem que o yum é capaz de mostrar com detalhes todo o histórico de pacotes que foram instalados ou removidos do sistema.

Essa funcionalidade é muito importante, quando mais de uma pessoa utiliza o sistema, pois assim ficamos sabendo o que cada um dos administradores instalaram ou removeram do sistema.

Para começar vamos executar o comando abaixo, ele irá listar tudo que foi realizado pelo yum:

# yum history list

Vamos entender um pouco mais a saída desse comando, coluna por coluna.

ID – Identificador de uso, ou seja, toda vez que usamos o yum,  e o sistema é alterado de alguma forma, o yum gera um ID.

Usuário de login – Usuário que executou o comando.

Data e Hora – Data e hora que foi executado o comando.

Ação(ões) – O que foi feito no sistema, exemplo:

O ID 1 faz referência a instalação do sistema.

O ID 2 faz referência a instalação de um único pacote.

O ID 3 faz referência a desinstalação de um único pacote.

O ID 4 faz referência a instalação (I) e atualização (U) dos pacotes.

Alterad – Pacotes que foram alterados de alguma forma, atualizados, instalados ou removidos.

Agora que já sabemos um pouco mais sobre a saída do comando, vamos ver o que podemos fazer.

Suponhamos que o estagiário tenha realizado a instalação de um pacote e você não sabe o que ele instalou, então você executa o yum history list, feito isso você tem a seguinte saída.

Sabemos que a ultima modificação está com o ID 5, como já sabemos qual o ID da modificação, basta executarmos o comando com a opção info ID que será mostrado tudo o que foi realizado:

# yum history info 5

Como podemos ver na imagem acima, o pacote que foi instalado foi o screen.

Agora que já sabemos o que foi realizado no sistema, podemos desfazer o que foi realizado apenas passando a opção undo ID.

# yum history undo 5

Pronto, o pacote é removido do nosso sistema.

Nesse momento você deve estar falando, mas isso eu faria com um “yum remove ou erase“, correto, porém quando tratamos de um ou dois pacotes, quando sabemos o que foi instalado e o que queremos remover, mas quando são instalados N pacotes a coisa muda de historia.

Se executarmos mais uma vez o “yum history list“, veremos que temos mais um ID (6), que foi gerado devido ao nosso último comando.

Também podemos reexecutar o comando realizado baseado no ID, por exemplo, no ID 5 eu fiz a instalação do screen, como mostra a imagem abaixo:

No ID 6 eu desinstalei o screen, como mostra a imagem abaixo:

Agora vamos dizer que eu quisesse realizar a instalação novamente do screen, para isso bastava eu realizar o comando passando a opção redo ID, onde o ID é a ação que desejo realizar, em nosso caso a instalação do screen.

# yum history redo 5

Pronto, o screen foi instalado novamente baseado na ação do yum com ID 5.

No exemplo mostrei apenas com pequenos pacotes, vendo dessa forma você pode pensar que não é tão útil essa função no yum, mas quando pensamos em muitos pacotes, esse pensamento muda.

Bem é isso ai, espero que tenham gostado e até o próximo post!

😀

Utilizando o YUM – Parte 02

Salve Salve Pessoal!

Dando continuidade a nossa serie de posts sobre o YUM, vamos ver nesse post como podemos fazer pesquisa e obter informações sobre pacotes disponíveis e instalados em nosso sistema, vamos ver também como podemos instalar, remover e atualizar um ou vários pacotes do nosso sistema.

Se você não leu o primeiro post da serie, aconselho que leia, segue o link abaixo:

Utilizando o YUM – Parte 01

Vamos ao que interessa 😀

Para pesquisar sobre um determinado pacote, executamos o seguinte comando:

# yum search vsftpd (vsftpd é o pacote pesquisado)

O resultado da pesquisa mostra todos os pacotes que façam referência ao vsftpd.

Podemos obter maiores informações sobre um determinado pacote com o seguinte comando:

# yum info vsftpd

Para listar todas as dependências de um pacote, executamos o seguinte comando:

# yum deplist vsftpd

Para obter informações sobre um determinado comando ou arquivo de configuração de um comando, podemos executar o seguinte comando:

# yum provides /bin/vim

# yum provides /etc/vimrc

Para listar todos os pacotes instalados no sistema, executamos o seguinte comando:

# yum list installed

Para listar todos os pacotes disponíveis para instalação, executamos o seguinte comando:

# yum list available

Para listar todos os pacotes, instalados ou disponíveis, executamos o seguinte comando:

# yum list all

Para listar todos os kernel, instalados ou disponíveis, executamos o seguinte comando:

# yum list kernel

Para realizar a instalação de um pacote, executamos o seguinte comando:

# yum install vsftpd

Passando o -y você confirma automaticamente a instalação do pacote.

Para remover o pacote e limpar todas as dependências, basta executar o comando:

# yum erase vsftpd

ou

# yum remove vsftpd

Para reinstalar um pacote, basta executar o comando:

# yum reinstall vsftpd

Também podemos realizar a instalação de grupos de pacotes, por exemplo, instalando o Grupo Web Server, instalamos de uma só vez o httpd httpd-manual mod_ssl e etc.

Para listar todos os grupos disponíveis, execute o comando:

# yum group list

Para obter informações do grupo, execute:

# yum group info "Web Server" (Web Server é o nome do grupo)

Para instalar um grupo, basta executar o comando:

# yum group install "Web Server"

Para atualizar todos os pacotes do sistema, basta executar o seguinte comando:

# yum update

Para atualizar um pacote especifico, basta executar o seguinte comando:

# yum update vsftpd (vsftpd é o pacote a ser atualizado caso haja atualização)

Podemos fazer atualizações selecionando o tipo de atualização, se a mesma vai resolver apenas problemas de bug, de segurança e etc.

Para atualizar os pacotes com problemas de segurança, basta executar o comando:

# yum update --security

Existe várias outras possibilidade de uso do YUM quando se trata de instalação ou atualização de pacotes, as mais usadas normalmente foram as que falei nesse post, mas recomendo que você leia o man do yum para obter mais informações sobre as possibilidades de uso dele.

Espero que tenha gostado e até a próxima! 😀

Script para instalação do Zabbix Server 4.0.X no Slackware 14.2

Salve Salve Pessoal!

Para quem acompanha o blog, viu que um dos meus últimos posts foi um script para instalação do Zabbix 3.4.X no Slackware 14.2, se você não viu, o link do post está abaixo:

Script para instalação do Zabbix Server 3.4.X no Slackware 14.2

Hoje foi lançado o Zabbix 4.0.0 LTS, fiz as alterações necessárias no script e criei um novo diretório no GitLab para está nova versão, o procedimento de instalação é o mesmo que a versão 3.4.x.

https://gitlab.com/eurodrigolira/slackware

Então podem baixar e fazer a instalação dessa nova versão, já testei e está funcionando perfeitamente.

Se estiver com dúvida sobre o procedimento de instalação, basta seguir os passos do vídeo abaixo:

Até a próxima 😀