Lab Oracle VM Server – Parte 5

Salve Salve Pessoal!

Para poder finalizar essa parte de instalação e configuração básica do Oracle VM Server, neste vídeo mostro como configurar e instalar nossa primeira vm 😀

Nesse ponto, nosso ambiente já está todo configurado e funcionando perfeitamente. Para os próximos vídeos, vamos ver como explorar as funcionalidades do Oracle VM Server, tipos de rede, backup e recovery, comandos da CLI própria dele, etc, ou seja, vai ter muita coisa para a gente brincar com o Oracle VM Server 😀

Espero que tenham gostado, até a próxima 😀

6 thoughts to “Lab Oracle VM Server – Parte 5”

  1. Rodrigo, boa tarde!
    Eu de novo…
    Fiquei com um pouco de dúvida na criação da máquina virtual nas definições dos processadores.

    No VMWare a configuração de processadores é da seguinte forma:
    Number of virtual sockets:
    Number of core per virtual sockets:

    Já no OVM a configuração é da seguinte forma:
    Max. Processors:
    Processors:

    Na configuração das máquinas virtuais no OVM eu só informo o número de core da máquina virtual e ela usa todos os sockets existentes no host físico? Como é feita essa leitura pela máquina virtual?

    Desde já agradeço.

    1. Então deixa eu explicar como o Oracle VM faz.
      O que acontece é o seguinte, o “Max. Processors:” determina o número máximo de processadores que essa VM pode utilizar, o “Processors:” é um valor dinâmico, o hypervisor pode deixar a VM trabalhando com um ou vários processadores, de acordo com a necessidade e com o numero máximo de processadores.

      Max. Processors: (Numero máximo de processadores que a VM pode ter)
      Processors: (Esse valor é dinamico e administrado pelo hypervisor)

      Quanto a questão da comparação com o vSphere, que eu saiba é diferente mesmo, tudo é vCPU no Oracle VM, você não pode dizer que vai ser 1 processador com 2 cores, que no final das contas são 2vCPU do mesmo jeito.
      O que pode ser feito, é dizer em qual CPU a VM vai rodar, da uma olhada nesse link abaixo, lembrando que isso não é o comportamento padrão do Oracle VM e você vai ter que fazer as alterações via CLI 😉

      https://www.suse.com/documentation/sled11/book_xen/data/xen_config_cpupinning.html

      Obs: Nunca fiz o procedimento, então não sei dizer se vai funcionar 😀

      1. Valeu Rodrigo!
        Agora só para ver se eu entendi o funcionamento do OVM.
        Tenho que instalar uma máquina para rodar o BD Oracle Standard Edidtion One, que possui licença para dois processadores. Para isso configuro o a máquina virtual no OVM com:

        Max. Processors: 2
        Processors: 2
        ?

        Essa configuração atenderá a nossa licença (SE one)?

        Obrigado!

Deixe uma resposta