Rodrigo Lira
Bem vindo ao meu blog, sou graduado em Redes de Computadores e pós-graduado em Segurança de Redes de Computadores, possuo diversas certificações profissionais, aqui compartilho com vocês um pouco do meu dia-a-dia como profissional de tecnologia da informação, sintam-se avontade em comentar e enviar suas dúvidas, respondo a todos sempre que possível, obrigado e divirtam-se!

Reprovado no exame Red Hat Certified Specialist in Ansible Automation (EX407)

Salve Salve Pessoal!

Estava um pouco distante do blog devido a outras prioridades, uma delas foi os estudos para o exame Red Hat Certified Specialist in Ansible Automation (EX407).

Infelizmente fiquei reprovado no exame, mas foi um bom desafio e aprendi muito estudando para este exame.

Não fiz o curso oficial, então todos os meus estudos foram usando os objetivos descritos no próprio site da Red Hat e usando a documentação do Ansible.

https://www.redhat.com/en/services/training/ex407-red-hat-certified-specialist-in-ansible-automation-exam

https://docs.ansible.com/

Procurei no google por dicas sobre o exame, os melhores sites que achei foram os seguintes:

https://www.lisenet.com/

https://linuxbuff.wordpress.com/

Também existe um grupo no Slack sobre certificações da Red Hat, muito bom:

https://redhat-certs.slack.com/

Os demais links que achei foram com dicas mais básicas.

Mas onde você acha que errou Rodrigo?

Meu maior erro foi o inglês, diferentemente dos exames RHCSA e RHCE que existe a disponibilidade de fazer o exame em português, o EX407 só está disponível em Inglês e Japonês/Chines(não me lembro bem).

Porque o Inglês?

Diferentemente dos exames como VCP da VMware ou LPI que tem perguntas curtas, objetivas e sem cenários práticos, as provas da Red Hat são práticas e as questões são cheias de tarefas e contexto, ou seja, para fazer a questão você tem que fazer N tarefas e as vezes uma questão depende da resolução de outras.

Fiz cerca de 80% da prova (não posso falar o número exato da quantidade de questões),testando e funcionando o que era pedido, porém fazendo da maneira que eu entendia as questões, não entendi o contexto que o exame pedia, apesar de resolver as questões, imagino que o exame pedia para que eu resolvesse de uma forma diferente (pelo menos eu acho).

Mas de modo geral eu gostei muito, foi um bom aprendizado e me ensinou uma lição que vinha postergando faz tempo, tenho que me dedicar ao inglês, hehehehe.

Esse ano espero tentar fazer o exame novamente, porém antes disso preciso fazer um intensivão no inglês, vou continuar estudando e começarei a escrever sobre o Ansible aqui no blog.

Espero que tenham gostado do post.

Até a próxima!

😀

Share

You may also like...

6 Responses

  1. Crauss disse:

    Rodrigo, na nossa carreia profissional nem sempre alcançamos os resultados na hora que desejamos, mas o importante é o que você fez, analisou seu resultado, reconheceu suas limitações e não desistiu. Tenho certeza que na próxima vez você vai conseguir.

  2. Rafael disse:

    Olá, Rodrigo. Que pena, chegou perto da nota requerida para passar no exame. Na próxima passará com certeza.
    Estou também na caminhada para me certificar na ex407 (alias farei meu exame na próxima semana). O mais complicado para você no exame foi o inglês, então?!
    Obrigado pelos links, o site lisenet tem um exame de exemplo bem interessante.
    Abraços.

    • Rodrigo Lira disse:

      O mais complicado para mim foi o inglês sim, também não fiz o curso oficial, boa sorte no exame, pretendo fazer novamente em breve.

  3. Rafael disse:

    Alias, não consegui entrar no channel do slack divulgado. Diz que preciso estar no workspace.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

EnglishPortugueseSpanish