VMware Workstation Pro 15 – Parte 02 (Criando uma máquina virtual)

Salve Salve Pessoa!

No primeiro post dessa serie, vimos como podemos fazer a instalação do VMware Workstation Pro 15 no Windows, agora que já instalamos, vamos ver como criar uma máquina virtual e todas as configurações que precisamos realizar.

Para ver o primeiro post clique AQUI.

Nos podemos criar uma nova máquina virtual de três formas:

  • Criar uma nova máquina virtual do zero.
  • Clonar uma máquina virtual existente no ambiente.
  • Importar um OVF (OpenVirtualization Format).

Em outros posts vamos falar como clonar uma máquina virtual e como importar um OVF, nesse posts vamos apenas criar uma máquina virtual do zero.

Vamos ao que interessa 😀

1 – Para criar uma nova máquina virtual, clique no ícone Create a New Virtual Machine.

2 – A tela de Wizard será aberta, temos duas formas de configurar essa nossa nova máquina virtual, o modo típico que é o recomendado, e o customizado que é a forma avançada, como queremos entender todos os parâmetros possíveis, vamos seleciona a forma customizada/avançada, e clique em Next.

3 – Escolha a versão de compatibilidade de hardware da sua máquina virtual, selecione Workstation 15.x e clique em Next.

O hardware virtual, define quais features são suportadas pela sua máquina virtual, exemplo, suporte a BIOS ou UEFI, quantidade de memoria, quantidade de processadores e etc.

4 – Selecione o método de instalação, se vamos utilizar a unidade de cd/dvd da máquina física, um arquivo .iso ou se desejamos deixar em branco e configurar posteriormente, escolha Installer disc image file (iso) e escolha a iso do sistema operacional, depois clique em Next.

5 – Digite o nome da máquina virtual, e escolha a localização, no momento vamos deixar no padrão, veremos como mudar em algum outro post, clique em Next.

A localização padrão do diretório das máquinas virtuais é o seguinte:

Windows – C:\Users\USUARIO\Documents\Virtual Machines

Linux – /home/USUARIO/vmware

OBS: USUARIO é o seu usuário do sistema operacional.

6 – Selecione o tipo de Firmware e clique em Next.

7 – Selecione a quantidade de processadores e a quantidade de cores cada processador vai possuir e clique em Next.

8 – Selecione o tamanho da memoria da máquina virtual e clique em Next.

9 – Selecione o tipo de rede, neste momento vamos usar a rede de tipo NAT, em outro post vamos falar exclusivamente de redes, clique em Next.

10 – Selecione o tipo de controladora ISCSI, nesse caso só está disponível LSI Logic SAS, mas isso pode variar de acordo com seu sistema operacional, normalmente devemos usar o que é recomendado, clique em Next.

11 – Selecione o tipo de disco e clique em Next.

12 – Selecione um disco, podemos criar um novo disco, usar o disco já existente ou podemos usar um disco físico dedicado, nesse momento vamos criar um novo disco Create a new virtual disk, veremos as outras opões em outro post, clique em Next.

13 – Defina o tamanho do disco e clique em Next.

Após definir o tamanho do disco, temos três formas de uso do mesmo.

Allocate all disk space now – Nesse modo o disco virtual da máquina virtual, já aloca todo espaço físico em seu disco físico, ou seja, se tenho um disco físico com 120GB de espaço livre e crio uma máquina virtual com 60GB de disco virtual, meu disco físico passa a possuir apenas 60GB de espaço livre.

Store virtual disk as a single file – O disco virtual da máquina virtual cresce de acordo com a necessidade, porém tudo alocado em um único arquivo.

Store virtual disk as a multiple file – O disco virtual da máquina virtual cresce de acordo com a necessidade, porém alocado em diversos arquivos diferentes.

14 – Podemos mudar a localização do nosso arquivo de disco virtual, deixe no padrão e clique em Next.

15 – Finalizamos a configuração do hardware virtual de nossa máquina virtual, podemos customizar o hardware dessa máquina virtual, adicionando mais discos virtuais, dispositivos usb, placas de rede e etc, porém veremos isso em outro post, selecione Power on this is virtual machine after creation se deseja iniciar essa máquina virtual após clicar em Finish.

16 – Depois da máquina virtual criada, basta ligar ela, para isso clique em Power on this is virtual machine.

17 – Instale o sistema operacional normalmente como se fosse em um máquina física.

Pronto, nossa máquina virtual foi criada!

No próximo post dessa serie vamos conhecer e instalar o VMware Tools e Open VMware Tools.

Até a próxima!

😀

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Valdecir Carvalho disse:

    Ta bacana essa série em Rodrigo! A parte de redes é bastante importante e muita gente não sabe usar!
    Eu estou escrevendo – ja tem um tempo que está no draft – um post falando sobre as diferenças do Player e do Pro. Vou linkar essa tua série!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.